Conferência Anual - Economistas debatem estado do turismo
A recuperação do turismo pós-pandemia é o mote da conferência que a delegação regional da Ordem dos Economistas vai realizar no Funchal.

No próximo dia 12 de novembro, a sala de conferências do Centro de Congressos da Madeira vai acolher a 14.ª Conferência Anual do Turismo.
Promovida pela delegação da Madeira da Ordem dos Economistas, este evento terá este ano como tema ‘Resiliência e Recuperação’, sendo que o programa ficará dividido por estas duas grandes áreas.
Com a sessão de abertura (marcada para as 09h15) a cargo do presidente da delegação regional da Madeira da Ordem dos Economistas, Paulo Pereira, e do secretário regional do Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, esta conferência será dividida em dois blocos.
No primeiro, dedicado à ‘resiliência’, falará Rui Constantino, economista chefe do Santander. O orador abordará a ‘Visão macroeconómica da resiliência do setor’, seguindo-se Cristina Cabral Ribeiro, sócia da network da PwC Legal, que fará a sua intervenção analisando os impactos do confinamento no setor do turismo e os sinais de recuperação e as tendências que já se sentem.
No segundo painel, sobre a ‘recuperação’, contar-se-á com as intervenções do presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, do empresário João Welsh e do diretor de operações do Grupo Four Views, Sérgio Costa. O objetivo, segundo a organização, “é perceber a recuperação, se é em continuidade ou em disrupção, se é conjuntural ou estrutural, que oportunidades e riscos terá o que se sabe do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para o setor na Madeira.
Convidado a encerrar o evento está Rui Leão Martinho, bastonário da Ordem dos Economistas.
Paulo Pereira, presidente da delegação regional da Madeira da Ordem dos Economistas, espera que, no seguimento das 13 edições anteriores, “os conteúdos debatidos contribuam de forma real para tomadas de ação reais que levem ao aumento da produtividade do setor de forma duradoura e consistente”, aumentando com isso “o bem-estar dos seus agentes e da economia regional como um todo”.
Teste antigénio obrigatório
Devido às regras sanitárias, todos os participantes deverão apresentar no próprio dia os testes rápidos antigénio, que só poderão ser realizados 48 horas antes do evento. Embora as inscrições sejam gratuitas (www.economistasmadeira.org), estas serão obrigatórias uma vez que serão limitadas à lotação da sala (cerca de 220 participantes), sendo que a organização dará prioridade à ordem de inscrição. Esta conferência anual será transmitida online, e à hora do evento será colocado no site da Ordem dos Economistas o respetivo ‘link’ de acesso. 

Ver artigo JM 301021