Hoje comemora-se o aniversário de Frederich A. Hayek. Nascido a 8 de Maio de 1899, Hayek faria 120 anos. Galardoado em 1974 com o Nobel da Economia , foi sem dúvida uma das mais importantes vozes defensoras da liberdade individual e do mercado livre do Sec XX.

Um dos aspetos mais relevantes da análise de Hayek à ordem social e dos mercados são a determinação dos limites do conhecimento humano que tornam presunçosa a ideia de que algum humano, ou um conjunto deles, possa alguma vez ter o conhecimento, sabedoria e habilidade para planear centralmente ou regular fortemente a sociedade de forma a obter melhores resultados que os conseguidos pelo livre e competitivo mercado:

“A Liberdade é essencial para se conseguir garantir margem de acomodação para o imprevisto e para o inesperado; queremo-la porque aprendemos a esperar dela a oportunidade para realizar muitos dos nossos objetivos. É porque todo o ser humano sabe tão pouco a nível individual e, em particular, porque nós raramente sabemos qual de nós tem realmente o melhor conhecimento, que nós confiamos nos esforços independentes e provocados em competição entre muitos seres humanos para garantir o aparecimento daquilo que nós vamos desejar quando o vermos” – em “ A Constituição da Liberdade” (1960)